blaze

8 riscos da harmonização facial com PMMA

Cirurgião plástico explica as complicações que o uso desse produto pode causar à saúde

  • Por EdiCase
  • 09/02/2024 15h30 - Atualizado em 09/02/2024 17h06
Aplicação de PMMA no rosto pode causar complicações graves Aplicação de PMMA no rosto pode causar complicações graves Imagem: Bernardo Emanuelle | Shutterstock

Recentemente, uma influenciadora digital de 35 anos relatou em suas redes sociais que perdeu o lábio após realizar uma aplicação do produto químico PMMA (Polimetilmetacrilato) em um procedimento estético. Ela passou por diversas cirurgias e teve que remover o lábio superior e o buço para tirar a substância do corpo. 

O cirurgião plástico Dr. Regis Milani, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, esclarece que esse tipo de procedimento com essa substância não é recomendado. Segundo ele, é proibido pelo código de ética médica e pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). No entanto, há muitos profissionais que realizam.

Dado isso, o cirurgião plástico elenca, a seguir, os riscos que a aplicação de PMMA no rosto podem causar à saúde. Confira:

1. Reações adversas

Pode ocorrer reação alérgica ou inflamatória à substância, resultando em inchaço, vermelhidão ou desconforto na área tratada. 

2. Complicações estéticas

Em casos inadequados, o PMMA pode levar a irregularidades, assimetrias ou nódulos visíveis na pele, comprometendo a estética facial. 

3. Infecção

Qualquer procedimento que envolva injeções apresenta risco de infecção, embora seja incomum quando realizado por profissionais qualificados e em condições estéreis.

4. Deslocamento do produto

O PMMA pode deslocar-se da área inicialmente tratada, causando resultados indesejados ou necessitando de correções adicionais.

Algumas complicações do uso do produto podem surgir meses após o procedimento Imagem: Ground Picture | Shutterstock

5. Reações tardias

Algumas reações adversas, como granulomas (nódulos de tecido inflamatório), podem surgir meses ou anos após o procedimento.

6. Necessidade de correções

O PMMA sendo permanente, qualquer insatisfação com os resultados pode exigir procedimentos corretivos mais complexos. 

7. Incapacidade de reabsorção

Ao contrário de preenchedores temporários, o PMMA não é reabsorvido pelo corpo, o que significa que os resultados são duradouros, mas as correções tornam-se mais desafiadoras. 

8. Incompatibilidade

O PMMA pode limitar a possibilidade de realizar outros procedimentos no futuro, devido à sua natureza permanente. 

Maneiras de evitar problemas com procedimentos estéticos

Antes de optar por qualquer procedimento estético, incluindo a harmonização facial, é fundamental realizar uma pesquisa aprofundada, escolher um profissional qualificado, entender os riscos envolvidos e discutir expectativas realistas. Além disso, consultar um dermatologista ou cirurgião plástico experiente é essencial para tomar decisões informadas sobre cuidados com a pele e procedimentos estéticos.

Por Sarah Monteiro

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.
blaze Mapa do site