blaze

Pai de Endrick sofre racismo em jogo da Seleção no Pré-Olímpico; CBF se manifesta

Torcedores venezuelanos fizeram gestos de ‘macaco’ em direção a Douglas Ramos durante partida no Estádio Brígido Iriarte, em Caracas

  • Por blaze
  • 09/02/2024 12h56 - Atualizado em 09/02/2024 12h59
Joilson Marconne/CBFendrick-selecao-brasileira-Joilson Marconne-CBFApós o ocorrido, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) emitiu um comunicado repudiando o ato de racismo

A vitória da Seleção Brasileira sobre a Venezuelano Torneio Pré-Olímpico,  foi marcada por mais um episódio de racismo no futebol. O pai do atacante Endrick, jogador do Palmeiras, foi alvo de ataques racistas durante e após a partida, realizada no Estádio Brígido Iriarte, em Caracas, capital venezuelana. Torcedores venezuelanos fizeram gestos de “macaco” em direção a Douglas Ramos. Após o ocorrido, a CBF(Confederação Brasileira de Futebol) emitiu um comunicado repudiando o ato de racismo e expressando solidariedade ao pai do jogador.

“As manifestações de criminosos com camisas da seleção adversária eram dirigidas notadamente ao pai de Endrick, Douglas Ramos. Eles faziam gestos imitando macacos. Tão logo informado sobre o episódio, o chefe da delegação da Seleção Brasileira na Venezuela, Daniel Vasconcelos, em nome do presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, se solidarizou com o atleta e seus familiares”, diz trecho do comunicado. A Seleção conquistou a vitória por 2 a 1, mantendo suas chances de se classificar para a Olimpíada de Paris-2024.

Publicado por Caroline Hardt

*Reportagem produzida com auxílio de IA

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.
blaze Mapa do site