blaze

PF apura crime de difamação eleitoral cometido com uso da inteligência artificial

Operação Nirmata investiga no Estado de Amazonas autores envolvidos na divulgação de um áudio atribuído ao prefeito de Manaus

  • Por blaze
  • 09/02/2024 09h16 - Atualizado em 09/02/2024 09h17
Polícia Federal / DivulgaçãoPolícia FederalAo todo, são cumpridos nove mandados de busca e apreensão pela Polícia Federal no Amazonas

APolícia Federal deflagra nesta sexta-feira, 9, a Operação Nirmata no Estado de Amazonas, que tem como objetivo identificar os autores envolvidos na criação de difamação eleitoral do prefeito da cidade de Manauscom uso deinteligência artificial. Segundo a investigação, após uma manifestação de professores em frente à Prefeitura da capital amazonense, um áudio foi divulgado no dia seguinte com insultos aos docentes, sendo atribuído ao prefeito. Na ocasião, foi iniciada a investigação e a PF conseguiu provar tecnicamente que o material que circulou não era autêntico. Agora, contudo, foi identificado o sistema usado para criação a peça de difamação, bem como os responsáveis por produzir o áudio, o local de produção e uma agência de publicidade responsável pela divulgação e propagação em plataformas digitais.

cta_logo_jp
Siga o canal da blaze News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Ao todo, são cumpridos nove mandados de busca e apreensão, que tem como alvos um designer, três empresas de publicidade, sócios das empresas e dois compartilhadores da “fake news”. Até o momento, foram apreendidas mídias computacionais, bem como os suspeitos intimados a depor na Superintendência da Polícia Federal. O Ministério Público Eleitoral e a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) acompanham as diligências.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.
blaze Mapa do site