blaze

Vendas do comércio varejista no Brasil avançam 1,7% em 2023

Queda registrada em dezembro não impactou o balanço; IBGE disse que o resultado positivo manteve a tendência de crescimento dos últimos seis anos

  • Por blaze
  • 07/02/2024 14h06
ALEX DE JESUS/O TEMPO/ESTADÃO CONTEÚDOSetor de vestuário e calçado registra alta de 16,8% e puxa o crescimento do varejo em maioComérico varejistas caiu em dezembro de 2023

As vendas do comércio varejista no Brasil apresentaram um aumento de 1,7% em 2023, superando o percentual registrado no ano anterior, que foi de 1%, mostram os dados divulgados, nesta quarta-feira, 7, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) por meio da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC). Apesar deste aumento, o mês de dezembro foi o segundo resultado negativo do ano e ficou fora da faixa de variação esperada, sendo o de maior amplitude. Cristiano Santos, gerente da pesquisa, disse que o resultado positivo de 2023 manteve a tendência de crescimento dos últimos seis anos. “Setorialmente falando, em varejo ampliado, observamos uma disseminação de resultados positivos, com apenas quatro das 11 categorias no campo negativo”, disse.

cta_logo_jp
Siga o canal da blaze News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Entre as atividades pesquisadas, sete tiveram um aumento nas vendas em 2023, incluindo veículos e motos, partes e peças, artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria, combustíveis e lubrificantes, hiper e supermercados, equipamentos e material para escritório, móveis e eletrodomésticos, e atacado especializado em produtos alimentícios, bebidas e fumo. Por outro lado, algumas atividades apresentaram queda nas vendas, como outros artigos de uso pessoal e doméstico, tecidos, vestuário e calçados, livros, jornais, revistas e papelaria, e material de construção.

Cristiano Santos explicou que essas quedas estão relacionadas a questões específicas de cada categoria, como a crise contábil de grandes marcas do setor de lojas de departamento e a mudança de comportamento de consumo após a pandemia. Em dezembro, as vendas do comércio varejista caíram em 13 das 27 unidades da federação em comparação com o mês de novembro. Os estados do Espírito Santo, Rio Grande do Sul e Paraná foram os que apresentaram maior queda. Por outro lado, Alagoas, Amapá e Goiás tiveram destaque positivo. No varejo ampliado, 20 estados registraram resultados negativos, com destaque para Espírito Santo, Paraná e Tocantins. Já Alagoas, Amapá e Distrito Federal tiveram resultados positivos.

A Pesquisa Mensal do Comércio é elaborada desde 1995 e permite acompanhar o comportamento do comércio varejista no país. Ela investiga a receita bruta de revenda nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, cuja atividade principal é o comércio varejista. A próxima divulgação da PMC, com os resultados para janeiro de 2024, está prevista para o dia 14 de março.

*Reportagem produzida com auxílio de IA

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.
blaze Mapa do site