blaze

Guerra da Ucrânia e pandemia da Covid-19 mostram que ONU precisa de reformas, diz papa Francisco

Declaração fará parte de novo livro do pontíficie, que ainda não foi lançado, mas teve parte do conteúdo divulgado por um jornal italiano

  • Por blaze
  • 17/10/2022 08h13 - Atualizado em 17/10/2022 10h26
FILIPPO MONTEFORTE / AFPpapa franciscoPapa Francisco deverá lançar novo livro em breve no qual faz críticas ao atual formato e funcionamento da ONU no mundo

Em um novo livro, intitulado “Vos peço em nome de Deus”, que ainda não foi lançado, mas teve trecho divulgado neste domingo, 16, por um jornal italiano, o papa Francisco afirma que a Organização das Nações Unidas tem limitações na resolução de conflitos internacionais, como no caso da guerra entre Rússia e Ucrânia. O pontífice alerta que o mundo não é o mesmo que do pós-Segunda Guerra Mundial e que o conflito na Ucrânia coloca em evidência a necessidade de encontrar caminhos mais ágeis e eficazes para a mediação de problemas. Para Francisco, uma das falhas da ONU está no Conselho de Segurança da entidade, que tem a Rússia como um dos cinco membros permanentes, com poder de veto. Ele diz ainda que a pandemia da Covid-19 evidenciou as dificuldades atuais da ONU, uma vez que o compartilhamento de vacinas teria sido um exemplo de que, às vezes, a lei dos mais fortes pesa mais que a solidariedade. Não é a primeira vez que o papa Francisco pede por mudanças na ONU. Em 2015, em discurso antes da abertura da Agenda de Desenvolvimento Sustentável, ele pediu a reforma do Conselho de Segurança, que também é defendido por parte da comunidade internacional, mas pouco provável no curto prazo.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.
blaze Mapa do site